PublicidadePublicidade

Sindjor crítica Valeriano e cobra providências após jornalista ser agredido pelo candidato na Rádio 96 FM

Para a entidade, Anápolis não merece ‘ter seu destino atrelado a alguém sem preparo e que prefere a agressão em vez de dar necessárias expiações de seus atos

Avatar Danilo Boaventura -
Weber Wiit. (Foto: Vanúbia Corrêa/Portal 6)
Weber Wiit. (Foto: Vanúbia Corrêa/Portal 6)

Entidade que representa os jornalistas com formação acadêmica, o Sindicato dos Jornalistas de Goiás (Sindjor-GO) publicou uma dura nota na manhã desta quinta-feira (15) sobre o caso de agressão sofrida por Weber Witt, produtor da Rádio 96 FM, de Anápolis.

No texto, assinado pelo presidente Claudio Curado, é mencionado que a cidade ‘que já deu ao estado vários governadores e outros políticos de grande estirpe não merece ter seu destino atrelado a alguém sem preparo e que prefere partir para a agressão em vez de dar as necessárias explicações de seus atos’.

O Sindjor-GO também aproveitou o documento para cobrar “das autoridades a devida apuração da agressão”.

PublicidadePublicidade

O caso

No final da tarde de ontem (14), Valeriano Abreu, que é candidato a prefeito pelo PSL, foi o entrevistado do programa Observatório e se irritou após ser questionado no ar sobre uma briga judicial entre ele e o condomínio em que foi síndico.

Após dar a versão dele sobre o caso, o político atacou a emissora e ameaçou processar o veículo. Convidado a se retirar do estúdio durante o intervalo, Valeriano deu uma cotovelada no rosto do jornalista, que não revidou a agressão e chamou a Polícia Militar.

Valeriano não esperou a chegada da corporação, mas se dirigiu à Central de Flagrantes da Polícia Civil, ambiente em que Weber Witt também esteve para prestar queixa por lesão corporal.

Outro lado

No final da noite, Valeriano usou as redes sociais para dar a versão dele sobre o lamentável episódio.

“Foi algo impensado, mas algo que não teve também objetivo nem gerou qualquer lesão no rapaz que é o produtor e que provocou toda essa situação”, afirmou o postulante em um vídeo de pouco mais de três minutos, disponibilizado no Facebook e Instagram.

Imagens realizadas pelo Portal 6, no entanto, mostram que Weber Witt ficou com o olho roxo.

Ainda no vídeo, Valeriano justificou que cometeu a ação para defender a esposa. Segundo o candidato, Lorena Abreu estava ao lado dele e Weber Witt queria que ela se retirasse do programa.

“Depois veio pedindo que eu saísse rapidamente e acabou ainda por me dar um empurrão na saída no estúdio”, pontuou. O fato é negado pelo jornalista.

O caso será investigado pelo 1º DP de Anápolis.

https://www.facebook.com/jornalistasgo/posts/4099269236756324

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade