PublicidadePublicidade

Primo alega que matou advogado em Nerópolis por causa de cerca e furto de gados

Captura do autor ocorreu em uma fazenda de Rubiataba, município para o qual ele fugiu em uma caminhonete logo após o homicídio

Da Redação -

Uma força-tarefa envolvendo policiais civis e militares terminou com a prisão do assassino confesso do advogado Ricardo Xavier Nunes, de 54 anos, na noite deste sábado (15).

O homem, que tem 34 anos e não teve a identidade revelada, contou aos agentes que tinha um relacionamento conturbado com a vítima, de quem era primo.

O estopim para o crime teria sido um desentendimento por conta de manutenção de cercas e subtração de gado, uma vez que os dois eram vizinhos de fazenda.

De acordo com a Polícia Civil, o advogado foi alvo de quatro disparos. Toda a cena do crime foi registrada pelas câmeras de segurança em frente a casa da vítima, em Nerópolis.

A captura do autor ocorreu em uma fazenda de Rubiataba, município para o qual ele fugiu em uma caminhonete logo após o homicídio.

O homem foi levado para a cadeia pública de Goianápolis e está à disposição do Poder Judiciário.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade