PublicidadePublicidade

Em Anápolis, babá e criança autista são obrigados a descer de carro após crise nervosa

Caso foi denunciado à PC e a Uber, que não localizou o motorista na plataforma e informou estar à disposição das autoridades

Rafaella Soares Rafaella Soares -

Atualizada às 16h18 com nota enviada pela Uber

Muito constrangedor e discriminatório. São essas as palavras usadas por uma mãe para definir o episódio em que o filhinho dela, de apenas quatro anos, foi expulso de um carro de aplicativo em Anápolis.

A mulher, que tem 40 anos e não terá a identidade divulgada, contou nesta terça-feira (17) que já registrou um Boletim de Ocorrência, fez uma reclamação junto à Uber e acionou ajuda de um advogado.

“Passamos por essa situação e realmente foi muito constrangedor. Me senti mal porque meu filho está fazendo terapia na APAE”, disse em entrevista ao jornalista Jonathan Cavalcante, da Rádio São Francisco.

Conforme apurado pelo Portal 6, tudo aconteceu na manhã de segunda (16), quando a babá do garotinho, que tem autismo, o levou para uma sessão de terapia na APAE, no setor Bougainville.

Depois do atendimento na unidade, pegou o celular e acionou um carro para conseguir levar o menino de volta para casa.

No meio do caminho, porém, a criança ficou bastante agitada e começou a ter uma crise nervosa dentro do veículo.

Vendo que a babá estava com dificuldades para acalmar o pequeno, o motorista teria parado no meio da Avenida Brasil, em um local movimentado, e obrigado os dois a saírem do carro.

Aos prantos, a responsável pela criança ligou para a mãe dele para pedir ajuda. O caso foi registrado como discriminação contra pessoa com deficiência.

Com a palavra a Uber

A Uber possui uma política de tolerância zero a qualquer forma de discriminação em viagens pelo aplicativo. A conta do motorista em questão foi desativada da plataforma e a empresa permanece à disposição dos órgãos de segurança para colaborar com as investigações, na forma da lei.

A Uber defende o respeito à diversidade e reafirma o seu compromisso de promover o respeito, igualdade e inclusão para todas as pessoas que utilizam o nosso app. Todas as viagens são registradas por GPS. Isso permite que, em caso de necessidade, nossa equipe especializada possa dar suporte às autoridades, sabendo quem foi o motorista parceiro e o usuário, seus históricos e qual o trajeto realizado, além de acionar seguro que cobre despesas médicas em caso de incidentes.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade