Novo programa do Governo de Goiás vai dar bolsas em faculdades para estudantes carentes

Da Redação Da Redação -
(Foto: Divulgação)

O Programa Universitário do Bem (ProBem), do Governo de Goiás, vai beneficiar estudantes de baixa renda com bolsas de estudo parciais, de até R$ 650, e integrais, de até R$ 1,5 mil.

Já para os cursos de Medicina ou Odontologia, os valores serão de até R$ 2,9 mil para bolsa parcial e até R$ 5,8 mil para integral. Todos os valores serão reajustados de acordo com o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Já aprovado pelos deputados na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), o ProBem deve ser sancionado pelo governador Ronaldo Caiado (DEM) nos próximos dias.

PublicidadePublicidade

A Organização das Voluntárias de Goiás (OVG) informa que o passo seguinte será a migração, sem nenhum prejuízo, dos nove mil contemplados com o Bolsa Universitária para novo o programa, e a preparação do próximo processo seletivo.

O processo seletivo levará em conta a condição de vida da família, não apenas a renda, avaliando os dados do Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico), tais como: qualidade da moradia, inscrição em programas sociais e dificuldade de acesso à educação, inclusive com a análise da existência de familiares (como pais) analfabetos ou semianalfabetos.

A meta do governo estadual e da OVG, com o ProBem, é garantir o desenvolvimento econômico de Goiás e um futuro melhor para os alunos contemplados com a bolsa de estudo. Parte das vagas será direcionada a profissões do futuro, principalmente àquelas ligadas a tecnologia, e para atender a mão de obra necessária em todas as regiões do estado.

A presidente de honra da OVG e coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais, primeira-dama Gracinha Caiado, destaque a estatística que aponta 33% dos jovens brasileiros fora do mercado de trabalho. Segundo ela, o programa vem com finalidade de mudar essa realidade em Goiás, e poder servir, inclusive, de modelo para outros estados.

“O ProBem foi pensado para proteger e melhorar a qualidade de vida daqueles que vivem na vulnerabilidade. Vamos proporcionar eficiência, garantir mais agilidade e segurança ao processo seletivo e menor custo de execução do programa. Muitos estudantes começavam o curso e não conseguiam concluir. Com o novo programa, vamos teremos mais efetividade e um futuro melhor aos nossos jovens. Agradeço aos deputados goianos que entenderam a importância do ProBem”.

A diretora-geral da OVG, Adryanna Melo Caiado, lembra que o novo programa da OVG incentivará os bolsistas a participarem de ações sociais e de atividades de capacitação que contribuam para a sua formação. “De forma organizada, o ProBem abrirá oportunidades que vão favorecer a qualificação dos estudantes.

Com o Bolsa Universitária, muitas vezes, os alunos faziam atividades presenciais sem nenhuma relação com o seu curso superior. O novo programa irá focar na formação técnica e humana do beneficiário, para que tenhamos profissionais mais preparados”, reforça.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade