PublicidadePublicidade

Idoso que matou adolescente em Anápolis e não prestou socorro é solto

Magistrada que proferiu a decisão, no entanto, impôs regras que ele terá de cumprir para não voltar à cadeia

Denilson Boaventura Denilson Boaventura -

Ascânio Dias da Cunha, de 79 anos, que atropelou e tirou a vida do estudante Dieliton Haryell, de apenas 16 anos, teve a liberdade provisória concedida na noite desta segunda-feira (21).

A decisão é da juiza Laryssa de Moraes Camargos, que alegou que o crime cometido pelo idoso está sendo tratado como homicídio culposo (sem a intenção de matar). A magistrada, no entanto, impôs algumas regras para ele.

Ascânio tem até dez dias para apresentar comprovante de trabalho lícito e precisará comparecer à Justiça a cada 30 dias para informar o que está fazendo.

Até ser julgado definitivamente, ele está proibido de ingerir bebidas alcóolicas.

Em tempo

Ascânio foi preso pela Polícia Militar (PM) no domingo (20) após ser localizado pelos familiares da vítima.

O crime ocorreu na sexta-feira (18), na Avenida Pedro Ludovico, e o idoso fugiu sem prestar qualquer tipo de socorro.

O adolescente, que estava numa bicicleta, morreu no local.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade