PublicidadePublicidade

A reação de Amilton Filho após fala homofóbica de deputado na Alego

“O que foi dito pelo senhor ofendeu não a mim nem aos outros deputados da base, mas sim uma população inteira que merece respeito e dignidade”, discursou

Caio Henrique Caio Henrique -

A crítica homofóbica do deputado Major Araújo (PSL), que durante as votações de projeto da Governadoria na segunda-feira (21) utilizou termos como “boiolinha” e “mocinha” para contrapor uma fala de Amilton Filho, foi respondida pelo deputado anapolino nesta terça-feira (22).

“O que foi dito pelo senhor ofendeu não a mim nem aos outros deputados da base, mas sim uma população inteira que merece respeito e dignidade”, afirmou Amilton Filho, pontuando que expressões como essa são, além de demodés, pejorativas e inaceitáveis dentro de uma Casa de Leis.

“Para fazer oposição não precisa recorrer ao preconceito”, acrescentou o deputado, que é da base do governador Ronaldo Caiado (DEM).

PublicidadePublicidade

“Eu sou um pai de família, tenho a minha esposa, um filho pequininho maravilhoso e outra filha que está a caminho. Espero, de coração, que o senhor reflita sobre isso e faço votos para que a Assembleia permaneça no caminho da civilidade, da empatia e do respeito”, apelou.

Depois do discurso de Amilton Filho, Major Araújo subiu à tribuna e disse que não teve o objetivo de “denegrir” nenhum parlamentar ou grupo da sociedade.

Acusou ainda a imprensa de distorcer tudo o que ele fala. Segundo o militar, as expressões usadas por ele tiveram a intenção requisitar mais firmeza por parte dos deputados nas discussões.

“Estamos tratando da vida das pessoas e cada um coloca a energia que tem na defesa”, argumentou.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade