PublicidadePublicidade

O desespero da mulher que quase morreu asfixiada dentro de casa, em Anápolis

Da Redação Da Redação -

Policiais militares tiveram de se deslocar até o bairro Paraíso, em Anápolis, nesta terça-feira (19), para socorrer uma mulher que foi alvo de violência.

No endereço, a vítima contou que estava assistindo televisão com o marido, de 22 anos, quando se levantou e disse que iria fazer uma visita para a mãe.

Neste momento, o companheiro teria ficado nervoso e iniciado uma discussão. Não satisfeito, ainda pegou o conversor digital do aparelho de TV e acertou no braço dela.

PublicidadePublicidade

A mulher afirma ter levado um tapa na cabeça e corrido para se esconder no quarto. No entanto, foi seguida e o marido teria pego um cobertor e dito: “daquela vez eu não consegui, mas desta vez vou matá-la sufocada”.

A vítima disse que realmente quase foi asfixiada, mas conseguiu se desvencilhar e correr até a cozinha para pegar uma faca. Porém, foi novamente alcançada e ameaçada de morte.

Já assustada com a situação e com medo de que algo pior acontecesse, correu mais uma vez e conseguiu se trancar no quarto, onde acionou a viatura.

O marido, ouvindo a ligação, quebrou a porta para entrar no cômodo. Porém, apenas vestiu uma camiseta para fugir de casa.

Ele já estava saindo da residência quando a corporação chegou. Ao ouvir os gritos da vítima, os agentes conseguiram detê-lo e encaminhá-lo à Central de Flagrantes.

O suspeito agora está à disposição da Justiça para responder por lesão corporal dolosa e ameaça.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade