PublicidadePublicidade

Bebê de Anápolis permanece em estado grave e respira com ajuda de aparelhos, diz HUGOL

Reportagem do Portal 6 já havia contado como a criança chegou à UPA Pediátrica

Da Redação Da Redação -
Entrada do Hospital Estadual de Urgências da Região Noroeste de Goiânia Governador Otávio Lage de Siqueira, o HUGOL. (Foto: Divulgação / Lailson Damásio)

É grave o estado da bebê de seis meses que precisou ser transferida para Goiânia após dar entrada na UPA Pediátrica de Anápolis com várias lesões pelo corpo no final da noite de segunda-feira (10).

A informação foi confirmada pelo Hospital Estadual de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (HUGOL), que emitiu boletim médico ao Portal 6 na manhã desta terça (11).

Segundo a unidade, a recém-nascida também está respirando com ajuda de aparelhos e precisou ser internada na UTI.

PublicidadePublicidade

A situação da garotinha passou a ser acompanhada depois que os pais pediram ajuda aos bombeiros, afirmando que ela estava no colo do genitor e, repentinamente, “amoleceu” o corpo.

Os socorristas levaram a bebê para receber a avaliação médica e ela já deu entrada na UPA Pediátrica com quadro de convulsões. Rapidamente os médicos também perceberam que ela tinha mais de 30 lesões.

(Foto: Uso exclusivo do Portal 6)

Com o quadro só se agravando, a paciente precisou ser intubada e transferida para a capital com apoio do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

A Polícia Militar e o Conselho Tutelar foram acionados e levaram o pai da recém-nascida até a Central de Flagrantes. Ele alega não saber o que provocou tantas lesões na bebê.

Registrado como maus-tratos, o caso deve ser investigado pela Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA).

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade