PublicidadePublicidade

Garotinha encontrada morta em rio de Unaí pode ter sido violentada pelo padrasto

Polícia Civil diz que o suspeito, que já foi condenado por estuprar e matar a própria mãe, agiu com muita violência

Da Redação Da Redação -
Ana Paula Soares Marx tinha 06 anos. (Foto: Reprodução/ Facebook)

A Polícia Civil de Unaí, município localizado no Noroeste de Minas Gerais, concedeu coletiva de imprensa neste domingo (16) para divulgar o que já conseguiu apurar sobre o assassinato de Ana Paula Soares Marx, de apenas 06 anos.

O corpo da garotinha foi encontrado horas antes por cães farejadores em um rio da região após ela desaparecer na última quinta-feira (13).

O padrasto dela, que tem 36 anos, está preso e é apontado pelos investigadores como o autor do crime.

PublicidadePublicidade

Reforça a suspeita o fato dele já ter sido condenado por estuprar a matar a própria mãe há 14 anos atrás.

Os delegados que atuam no caso contaram aos jornalistas que o homem informou durante o interrogatório que ‘não produziria provas contra ele mesmo’.

Foi a deixa para que o pedido de prisão fosse concedido rapidamente pela Justiça.

“A criança foi bastante agredida, violentada, esganada, teve compressão no tórax, a mandíbula foi quebrada. Realmente, ela sofreu muito antes de morrer. Foi jogada no rio já morta, não tinha sinais de afogamento”, detalhou o delegado regional de Unaí, João Henrique Furtado.

A mãe de Ana Paula também foi ouvida pela Polícia Civil e disse que não sabia do histórico criminoso do marido.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade