PublicidadePublicidade

Episódio de racismo sofrido por garçonete de bar do Jundiaí ficou ainda pior

Caso já foi registrado na Polícia Civil, que já sabe quem é o homem que se apresentou como policial e armado

Avatar Danilo Boaventura -
O Butiquim, bar localizado na Avenida São Francisco, no bairro Jundiaí. (Foto: Captura/ Google Maps)

Atualizado com mais informações

A insatisfação pelo valor de uma conta levou uma cliente a atacar uma garçonete do bar O Butiquim, no Jundiaí, com diversos insultos e racismo na última quinta-feira (02).

O episódio foi presenciado por testemunhas e já registrado na Polícia Civil de Anápolis, que designou o 3º DP para investigar o caso.

O Portal 6 apurou que, além de criticar o coque usado pela funcionária, a mulher também ofendeu a profissional a chamando de ‘vagabunda’ e ‘preta feia’.

Orientada a ir embora do estabelecimento, ela prometeu que voltaria com o pai, que seria policial.

No último sábado (05), um homem de 64 anos apareceu no local querendo saber quem teria maltratado a filha dele para ‘resolver a situação’.

O idoso também teria levantado a blusa para deixar claro que estava armado e proferido xingamentos semelhantes aos que a filha fez.

O mais grave, no entanto, ocorreu quando ele saiu e apontou a arma em direção ao bar com a promessa de voltar ao local.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade