PublicidadePublicidade

Casal gay é ameaçado e perseguido em parque de Anápolis: “raça maldita”

"Por que ainda existe na sociedade pessoas tão más, pensei que a gente ia morrer", desabafou uma das vítimas

Da Redação Da Redação -
(Reprodução/Instagram)

Viralizou nas redes sociais nesta segunda-feira (07) um vídeo que mostra um casal gay correndo após um ataque homofóbico no Parque da Matinha, em Anápolis.

O caso ocorreu no domingo (06) e foi publicado no Instagram por Pedro Henrique Barbosa Santos, de 21 anos, uma das vítimas.

“Por que ainda existe na sociedade pessoas tão más, pensei que a gente ia morrer”, desabafou o jovem, que quer justiça.

PublicidadePublicidade

Ao Portal 6, ele contou que é criador de conteúdo e estava gravando vídeos no local com seu companheiro, Matheus Ramos, de 20 anos.

“Quando passou um casal com uma criança de colo e, ao ver que éramos gays, começou a nos xingar”, explicou.

Segundo Pedro, as ofensas não pararam por aí e o homem, então, questionou. “Que porra é essa? Não pode nem passear com a família direito. Raça maldita”.

“E eu respondi: qual a necessidade de falar isso? Nem conhece a gente e me afastei. Mas depois de um tempo, ele voltou sozinho falando que ia nos matar lá mesmo e quando ele foi tirar algo da cintura começamos a correr”.

Abalado, Pedro disse que deve formalizar a denúncia na Polícia Civil (PC) nesta terça-feira (08). A partir deste procedimento, a corporação tem condições de investigar o caso.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade