PublicidadePublicidade

Esses são os locais para se praticar skate em Anápolis

Modalidade que já foi marginalizada ganhou os holofotes após garotinha de 13 anos conquistar medalha de prata para o Brasil em Tóquio

Rafaella Soares Rafaella Soares -
(Foto: Divulgação / Prefeitura de Anápolis)

Atualmente, o skate é visto como um incrível esporte de manobras em uma pequena prancha com quatro rodas e dois eixos, mas nem sempre foi assim. Por muitos anos, a modalidade foi marginalizada e atribuída aos jovens ‘rebeldes’ de grandes metrópoles.

Na cidade de São Paulo, por exemplo, a prática chegou a ser completamente proibida em 1988 e só voltou a ser permitida no ano seguinte, depois que Luiza Erundina ganhou as eleições e assumiu a prefeitura do maior município do Brasil.

O skate, porém, ganhou os holofotes e o coração dos brasileiros depois que a atleta Rayssa Leal, de apenas 13 anos, conquistou uma medalha de prata nas Olimpíadas de Tóquio, no final de semana.

E em Anápolis, conforme apurado pelo Portal 6 junto à Diretoria de Esportes da Secretaria de Integração Social, há ao menos 04 espaços ideais para aqueles que são fãs e desejam começar a praticar.

A primeira e mais completa pista fica na Rua 21, no Loteamento Novo Jundiaí, e foi construída com o traçado de competição, que permite a realização de manobras mais complexas. 

Há também como deslizar em um skate por uma outra pista mais simples, instalada no Parque Ecológico Linear São Silvestre, na região Leste da cidade.

Outras duas opções são a Praça do Ancião, no Centro, em que é possível encontrar skatistas durante todo o dia, e no Galpão Skate Park, no bairro São Carlos.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade