PublicidadePublicidade

Abelhas assassinas invadem casa e PM se mobiliza para salvar idosa alérgica

Bebê e a mãe também estavam entre as potenciais vítimas dos insetos

Caio Henrique Caio Henrique -
(Foto: Divulgação/ PM)

Um ataque completamente inesperado colocou em perigo não só uma família inteira e os animais da casa, mas também os policiais que chegaram até o local para prestar socorro.

O caso aconteceu na noite de terça-feira (03) em Leopoldo de Bulhões, município localizado a cerca de 50km de Anápolis.

Uma viatura da Polícia Militar (PM) patrulhava pela região quando escutou gritos de socorro vindos de dentro de uma das residências.

Os policiais imediatamente se deslocaram até lá, onde encontraram uma senhora, de 55 anos, clamando por ajuda.

Ela, junto da filha de 26 anos e também a neta, de apenas uma aninho, estavam cercadas por um enxame de abelhas-africanas, popularmente conhecidas como “abelhas-assassinas”, por possuir um temperamento muito agressivo.

Para piorar a situação, a senhora era alérgica à picadas de abelha e corria risco de morte, especialmente se tratando de uma espécie tão letal.

Sabendo disso, os policiais entraram no meio da confusão para resgatar o trio, dando uma atenção especial para a mulher alérgica e para a criancinha.

A dupla de militares acabou sendo atingida por alguns dos insetos, mas conseguiram levar as vítimas para um lugar seguro sem que ninguém mais se ferisse.

Pouco tempo depois, o enxame foi embora.

Infelizmente, um dos cachorros da residência sofreu muitas picadas enquanto duelava com as abelhas e acabou morrendo.

Outro cão estava muito ferido e vomitava sangue no momento que o pessoal retornou para o quintal da residência.

Diversas aves, que dividiam o local, também perderam as vidas durante o ataque.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade