PublicidadePublicidade

Juíza dá liberdade provisória a homem que atropelou e matou motociclista em Anápolis

Magistrada também impôs restrições e ele pode voltar para a cadeia caso descumpra qualquer uma delas

Da Redação Da Redação -
Vítima foi arrastada por aproximadamente 20 metros. (Foto: Reprodução)

Foi publicada nesta terça-feira (14), a decisão da juíza Edna Maria Ramos da Hora, de Anápolis, que deliberou em favor da liberdade provisória do motorista, de 48 anos, responsável pela morte de Bruno Bezerra, de 36 anos.

O homem, que estava embriagado no momento do acidente, teve a fiança fixada no valor de três salários mínimos, que deverão ser encaminhados à família da vítima – como fins de reparação dos danos morais.

Além disso, ele foi proibido de deixar a cidade, frequentar lugares onde haja uso e venda de bebida alcóolica e precisará ainda cumprir recolhimento domiciliar noturno, até mesmo nos finais de semana.

PublicidadePublicidade

O condutor também teve a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) suspensa por seis meses.

O descumprimento de qualquer uma das restrições acarretará a volta imediata para a cadeia.

Relembre o episódio

O acidente aconteceu no último domingo (12), na Avenida Nair Xavier Correia, no Jardim Alexandrina, bairro da região Norte de Anápolis.

Na ocasião, Bruno estava em uma motocicleta quando foi atingido frontalmente pelo condutor, que dirigia uma caminhonete.

O impacto foi muito grande, a ponto de arrastar a vítima por mais de 20 metros.

O homem sequer teria parado para prestar socorro após adentrar a contramão da via e alegou precisar pedir ajuda para sair do local, porque os populares queriam promover um linchamento contra ele.

Bruno chegou a ser socorrido e levado ao hospital, mas infelizmente não resistiu.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade