PublicidadePublicidade

Nicodemos Júnior já está em casa, com tornozeleira eletrônica e não poderá sair da cidade

Ginecologista também está proibido de ter contato com as vítimas e atender nos mesmos locais onde trabalhava antes de ser preso

Danilo Boaventura -
Ginecologista e obstetra Nicodemos Júnior. (Foto: Reprodução/ Instagram)

O juiz Adriano Linhares, da 2ª Vara Criminal de Anápolis, decidiu nesta segunda-feira (04) que o ginecologista Nicodemos Júnior poderá responder em liberdade às acusações de fraude sexual.

O processo corre em segredo de Justiça, mas o Portal 6 apurou que o magistrado teria considerado que os crimes que o médico é suspeito seriam de menor potencial.

Conforme a defesa, Nicodemos Júnior saiu do Centro de Inserção Social Monsenhor Luiz Ilc, a cadeia pública de Anápolis, no final da tarde e já está em casa. O Ministério Público pode recorrer da decisão em instância superior.

Enquanto estiver em liberdade, o médico deve usar tornozeleira eletrônica e não sair da cidade sem autorização judicial.

Ele também está proibido de ter contato com as vítimas e atender nos mesmos locais onde trabalhava antes de ser preso.

Inquérito

Responsável pela investigação que resultou na força-tarefa que prendeu Nicodemos Júnior, a delegada Isabella Joy informou ao Portal 6 que pretende nesta terça-feira (04) remeter ao Poder Judiciário pelo dez inquéritos concluídos de vítimas do médico.

Outras duas dezenas ainda estão em investigação na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM) de Anápolis.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade