Depois de anos de crise, empresas ‘gazelas’ se tornam um bom negócio em Goiás

Últimos dados do IBGE apontam que estas empresas cresceram quase 25%

Augusto Araújo -
Imagem aérea de polo empresarial. (Foto: Divulgação)

O número de empresas de alto crescimento, com 10 ou mais funcionários e até cinco anos de fundação em Goiás aumentou 24,3% em 2019.

Conhecidas como “gazelas”, este grupo de empreendimentos teve a sua primeira alta, após três anos de quedas consecutivas.

No total, foram contabilizadas 174 empresas gazelas em 2019, superando em 34 unidades o ano anterior. Este novo número de empresas “jovens” de alto rendimento simboliza 2,3% do total de empreendimentos em funcionamento no Estado.

PublicidadePublicidade

Entre as modalidades de empreendedorismos goianos, os que mais se destacaram neste grupo de empresas é o de “Atividades administrativas e serviços complementares”, com um percentual de aumento em 4%.

Em seguida, vem o setor de “Atividades profissionais, científicas e técnicas” (3,2%) e “Transporte, armazenagem e correio” (3,1%) fechando o pódio dos setores que mais se desenvolveram entre um ano e o outro.

Em números absolutos, o setor de “Reparo de veículos automotores e motocicletas” possui o maior número de empresas gazelas no estado, com 64 unidades locais.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.