PublicidadePublicidade

ARM descobre porque reabastecimento em Anápolis está lento e vai multar Saneago

Problema foi percebido em inspeção e a empresa, por obrigação contratual, deveria ter informado e não o fez

Rafaella Soares -
Estação de Tratamento de Água do Jardim das Américas I Etapa, em Anápolis. (Foto: Divulgação / ARM)

Depois de receber uma visita na Estação de Tratamento de Água (ETA) do Jardim das Américas I Etapa, em Anápolis, a Saneago deverá receber uma multa da Agência Reguladora do Município (ARM).

Ao Portal 6, o presidente da ARM, Robson Torres, explicou que uma equipe esteve no local para “assegurar reabastecimento mais rápido” após a falta d’água em decorrência da explosão na Subestação da Enel e acabaram encontraram uma grave irregularidade.

É que a ETA Compacta, inaugurada no último mês de agosto, está passando por manutenção desde o último dia 17. Com isso, a capacidade de tratamento de água tratada caiu de 1.000 litros por segundo para 850.

“Ou seja, com a oferta de água tratada a menor, os reservatórios da cidade estão sendo reabastecidos mais lentamente, se comparado com a ETA Compacta em atividade”, explicou Robson.

E a multa deverá ser aplicada justamente pelo fato de que, contratualmente, a Saneago é obrigada a avisar o município sobre qualquer problema enfrentado, inclusive relacionado às manutenções, o que não aconteceu.

O valor não foi divulgado.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.