PublicidadePublicidade

Esse é o itinerário perseguido para que passagem da Urban não chegue aos R$ 7

Secretaria de Economia do Estado já deu parecer positivo para a desoneração da empresa, mas burocracia segue sendo empecilho

Caio Henrique -
Ônibus em transição no Terminal Rodoviário de Anápolis (Foto: Reprodução)

Está sendo analisada uma isenção que pode ser a salvação do preço da passagem de ônibus em Anápolis.

Se trata da desobrigatoriedade do pagamento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) por parte da Urban.

Atualmente, a tarifa consiste em cerca de 20% das despesas totais sob o valor tarifário, conforme explicado por Robson Torres, presidente da Agência Reguladora Municipal (ARM) e também do Conselho de Gestão e Regulação (CGR).

Em entrevista ao Portal 6, Robson destacou que o processo já foi encaminhado para a Secretaria de Economia do Estado e que um parecer positivo já foi assinalado. Porém, o pedido traz consigo diversas burocracias no equilíbrio das contas.

Apesar de não significar uma confirmação de fato, o andamento mostra que existe a possibilidade real da isenção ser validada.

Caso isso aconteça, será um passo importante para frear o aumento no valor da passagem.

Vale lembrar que no pedido anual de reajuste, do qual a Urban tem direito desde 2015 após assinatura de contrato com o município, a empresa pediu um aumento de 79% em cima do preço atual de R$ 4,25, o que elevaria a tarifa para R$ 7,63.

Na ocasião, a concessionária alegou uma despesa de mais de R$ 23 milhões durante a manutenção do serviço.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.