Grupo LGBTQ+ realiza jogo especial de queimada para arrecadar doações para famílias vulneráveis

Equipe também pretende realizar levantamento para ajudar pessoas de diferentes orientações sexuais que vivem em Anápolis e Goiânia

Caio Henrique -
(Foto: Divulgação)

O que começou como um jogo de queimada amigável entre amigos, logo se tornou uma competição acirrada com diferentes equipes e partidas semanais. Porém, agora, evoluiu para algo ainda maior.

Isso porque o grupo “Diolers”, que se reúne para disputar partidas do esporte em Anápolis, resolveu promover uma ação social na cidade.

Em entrevista ao Portal 6, um dos organizadores da iniciativa, Fernando Rodrigues, disse que a inspiração veio após os atletas perceberem a situação de vulnerabilidade que a crise econômica ocasionou em muitas famílias, até mesmo entre os colegas de jogo.

Diante disso, o grupo decidiu iniciar uma campanha de arrecadação de roupas, alimentos e até mesmo quantias em dinheiro – destinadas à composição de cestas básicas.

Uma vez arrecadados, os produtos serão destinados às pessoas que vivem no Aterro Sanitário de Anápolis, em situação de extrema necessidade.

Além disso, Fernando destacou que os jogadores farão um levantamento para atender pessoas LGBTQ+ que também estejam em condição vulnerável, tanto no município quanto em Goiânia.

A expectativa é de que toda a arrecadação seja entregue já na segunda quinzena de dezembro, com a ajuda de um grupo da capital, que também pratica queimada.

Como marco do início da campanha, os integrantes do Diolers disputarão uma partida de queimada, na noite desta quarta-feira (11), a partir das 21h, na Quadra WL, localizada na Vila Harmonia.

O organizador destacou que os jogos geralmente são realizados em quadras públicas, mas o tempo chuvoso obrigou uma adaptação para a realização do evento.

Qualquer pessoa interessada em ajudar, pode entrar em contato através do Instagram, no perfil @queimada_aps. As doações são recolhidas no próprio endereço do doador, sem necessidade de locomoção.

O time também é aberto para a recepção de novos jogadores, que tenham vontade de se unir ao grupo nas competições.

“Somos um grupo de pessoas, na sua maioria LGBTQ+, mas estamos abertos à toda população, independente de raça, religião ou orientação sexual”, afirmou Fernando.

“O importante é nos divertirmos e integralizar a sociedade como um todo”, concluiu.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.