Anapolina que sofreu queimaduras em explosão acordou e conseguiu dizer que ama a mãe

Adolescente, que teve 60% do corpo atingido, ainda está em estado grave, mas responde bem aos tratamentos

Pedro Hara -
Annelise sofreu queimaduras após acidente na escola. (Foto: Reprodução / Instagram)

Internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Estadual de Urgências Otávio Lage (Hugol), em Goiânia, após ter 60% do corpo queimado por conta de uma explosão ao realizar um experimento químico no colégio onde estudava em Anápolis, a adolescente Annelise Lopes Andrade, de 16 anos, está respondendo bem ao tratamento.

A informação foi confirmada ao Portal 6 por Diolange Lopes Carneiro, mãe da garota. Em entrevista, ela disse que apesar da recuperação, o estado clínico ainda inspira cuidados.

“Ela está em estado grave, mas tudo que pergunta ela responde de maneira lúcida. Ela consegue movimentar a cabeça e levantar as mãos”, pontuou.

PublicidadePublicidade

O teor da conversa entre mãe e filha também foi revelado por Diolange, apesar de ter sido uma conversa rápida, houve tempo para matar as saudades.

“A gente teve uma conversa bem rápida, pois ela ainda está na UTI. Ela perguntou como estão os irmãos dela e falou que queria ir embora logo. Também disse que me ama e estava com saudades”, confidenciou.

Com a evolução, a expectativa é de que em breve a adolescente dê os próximos passos para continuar o processo de recuperação das queimaduras.

“Eles conseguiram limpar toda a área que foi atingida pelas queimaduras de 3º grau. Ela tá se recuperando muito bem, agora é esperar se recuperar para ir para a enfermaria para começar os outros procedimentos”, disse.

Entre os procedimentos a serem realizados por Annelise estão fisioterapia, fonoaudiólogo e algumas cirurgias plásticas que precisarão ser feitas por conta da gravidade das queimaduras.

“Depois vem fisioterapia, fonoaudiólogo e as cirurgias plásticas que ela vai começar. Como ela queimou 35% do corpo de forma grave, nessas partes graves atingiu os músculos e agora é esperar para tratar aos poucos”, afirmou.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.