Cãezinhos que ficaram deficientes por maus-tratos são adotados e ganham homenagem emocionante em Anápolis

Dona deles possui um hotel para animaizinhos e contou ao Portal 6 como cada um dos pets conseguiu superar traumas para levar uma vida feliz e cheia de brincadeiras

Augusto Araújo -
Mural feito em homenagem para cachorros deficientes chama atenção em Anápolis. (Foto: Arquivo Pessoal).

Não é de hoje que mães e pais de pet não medem esforços para expressar o tanto que amam os animaizinhos queridos.

Porém, o gesto que fez Cláudia Isecke Borges, proprietária de um hotel para cachorros em Anápolis, chama bastante atenção de quem passa pelo local.

Isso porque ela mandou pintar um mural para homenagear Princesa, Catarina, Bento e Carminha, quatro cachorrinhos com necessidades especiais que foram adotados por ela em diferentes ONGs de Anápolis.

PublicidadePublicidade

Ao Portal 6, Cláudia explicou que o surgimento do estabelecimento voltado para pets se deu justamente para pagar o tratamento dos bichinhos.

“Além da ração, tem que comprar fraldas, medicamentos, pagar consultas. Não dava para manter uma qualidade de vida boa para eles”.

A história dos bichinhos é comovente. Princesa, de aproximadamente 08 anos, era espancada, abusada sexualmente e ficou paralítica com as agressões. Alguns veterinários chegaram a considerar a eutanásia para ela, pois só conseguia mexer a cabeça.

“Eles achavam que ela não conseguiria viver. Com o tempo, ela foi melhorando e passou a mexer os membros superiores. Já tem cinco anos que eu estou com ela, super saudável”, contou a tutora do animal.

Princesa foi vítima de diversos abusos antes de ser adotada. (Foto: Arquivo Pessoal)

A Catarina, há quatro anos, foi atropelada por um motoqueiro, sofrendo lesões no quadril e coluna. Atualmente com seis anos, “é a mais sapequinha, corre bastante com a cadeirinha”, revelou Cláudia.

Catarina foi atropelada por um motoqueiro e perdeu movimento das pernas. (Foto: Arquivo Pessoal).

Já Bento, que tem por volta de 06 anos, também foi atropelado e ficou por volta de quatro meses em uma clínica veterinária, até a empreendedora adotá-lo.

Bento em frente a mural com pintura dele. (Foto: Arquivo pessoal).

Por fim, Carminha, que está com 08 anos de idade, foi encontrada por Cláudia no Centro de Zoonoses de Anápolis. “Quando eu fui visitar o local, ela gostou de mim e acabou me escolhendo. Aí eu voltei para casa com ela”.

Carminha “adotou” Cláudia, em visita ao Centro de Zoonoses. (Foto: Arquivo Pessoal).

Hotel para cachorros

Tudo começou de forma despretensiosa. Quando ainda era enfermeira, Cláudia passou a hospedar os cachorros de amigos em casa, que pagavam para que ela cuidasse dos animais.

Conforme o tempo foi passando, a clientela cresceu e, há quatro anos, decidiu construir o espaço para viabilizar a Pousadinha da Mamis, no bairro Alvorada, em Anápolis.

Desde 2019, a empreendedora deixou o serviço para se dedicar exclusivamente ao hotel canino. Desde então, ela fez vários cursos para aprender a lidar da melhor forma com os animaizinhos e garantir o bem-estar deles.

Lá, as atividades são desenvolvidas de forma até mesmo educativa, para os animais aprenderem a aliviar a energia acumulada e não destruírem objetos da própria casa.

Cláudia afirma que sempre foi apaixonada por animais, algo que herdou do pai dela. “Ele era igual a mim, catava cachorro na rua e levava pra casa. O primeiro presente que meu marido me deu quando casamos foi um cachorro”.

Sendo assim, o mural com os bichinhos deficientes é mais uma forma de manter viva esse sentimento caloroso com os animais.

“Eles são muito importantes pra mim, tenho um amor muito grande por eles. Sempre que me olham, é com um olhar muito gratificante”, completou Cláudia.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.