Conheça o produto vendido nas ruas de Goiânia que está conquistando os românticos da capital

Vendidos em bares e restaurantes, ideia tem se tornado um verdadeiro sucesso da clientela

Gabriella Pinheiro -
Buquês de calcinha feitos por Maria de Fátima. (Foto: Arquivo Pessoal)

Quando o assunto é buquê, a primeira coisa que vem na mente são aqueles repletos de flores dos mais variados tipos. No entanto, em Goiânia, as tradicionais rosas têm sido substituídas por um objeto bastante peculiar: calcinhas.

Vendidos em bares, distribuidoras e restaurantes da capital, o ‘buquê de calcinha’ tem se tornado um verdadeiro sucesso para a clientela e atraído a atenção dos românticos.

Responsável pela criação da novidade, a vendedora Maria de Fátima, de 39 anos, contou ao Portal 6 que a inovação ocorreu após inúmeros pedidos.

“Eu comecei vendendo rosas naturais. Depois, muitas pessoas começaram a me pedir para fazer as calcinhas em formato de rosa e decidi tentar. Graças a Deus está dando tudo certo”, afirma.

De diferentes tamanhos e cores, as calcinhas custam apenas R$ 20 e animam as pessoas do local. De acordo com ela, muitos ficam impressionados quando ela apresenta o item.

“Eu trabalho na rua. Indo de estabelecimento em estabelecimento. Quando as pessoas veem, elas gostam muito. Muitos chegam a dizer ‘Nossa, eu nunca tinha visto isso’, ai compram duas ou três de uma vez”, revela.

(Foto: Arquivo Pessoal)

(Foto: Arquivo Pessoal)

Mas por trás do sucesso, há bastante esforço. Maria conta que chega a rodar por todos os comércios espalhados pelo Parque Anhanguera 2, bairro em que mora, a fim de vender o produto.

“Lógico que não é toda noite que vende muito. Tem lugares que a gente chega a vender duas ou três calcinhas por noite. Mas às vezes são 10 por noite, mas isso não é sempre”, conta.

Mesmo em prática há apenas cinco meses, a autônoma já realiza entregas por Goiânia e já ampliou a proposta para um público maior.

“Eu também vendo um chamado ‘rosa de cueca’ para todos os tamanhos. As pessoas também tem gostado muito delas e tem feito bastante sucesso”, diz.

(Foto: Arquivo Pessoal)

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.