Após período de estabilidade, preço dos combustíveis voltam a ser problema em Goiás

Aumento está relacionado a problemas no início da cadeia de produção do produto

Augusto Araújo -
Preço de etanol volta a crescer em Goiás. (Foto: Reprodução).

O início fraco da produção de etanol em Goiás seria a justificativa para o novo aumento de preços nos combustíveis do estado.

Quem afirma isso é o presidente-executivo do Sindicato da Indústria de Fabricação de Etanol do Estado de Goiás (Sifaego), André Rocha.

“Oficialmente, a safra começa no dia 1º de abril, mas ainda tem poucas unidades de safra disponíveis, está abaixo da média histórica”.

“Esse atraso se dá porque a cana ainda não está pronta. Houve seca ano passado, além de incêndios e geadas que prejudicaram”, explicou ao Portal 6.

Com isso, o presidente do Sifaego também apontou que a produção no mês de abril deste ano deve ser muito menor do que em 2021 e que isso ocasionou um aumento nos valores oferecidos pelas distribuidoras aos postos.

“Estamos em uma espécie de ‘entressafra”, com menos oferta do produto. Em contrapartida, teve uma demanda muito grande desde o início de fevereiro, o que ocasionou esse descolamento de preços”.

“Isso só deve se equilibrar quando voltar a ter mais oferta, o que deve começar mesmo por volta do dia 25 [de abril] em Goiás”, complementou André Rocha.

Até que tudo volte ao normal, esse acréscimo de custo repassado pelas distribuidoras aos postos de combustíveis acaba chegando à população em geral.

Foi o que afirmou o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo no Estado de Goiás (Sindiposto), Márcio Andrade, ao Portal 6.

“Já tem umas quatro semanas seguidas em que vem acontecendo reajustes para os postos. Eles vão se acumulando até que fica impossível de ser absorvido pelos comerciantes e é repassado ao consumidor”, explicou.

Números

De acordo com a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) entre março e abril, o custo médio da gasolina comum subiu R$0,132 por litro (L), chegando a R$7,351 nas bombas goianas.

Por sua vez, o etanol, que valia R$4,836/L está valendo em média R$4,923/L, um aumento de R$ 0,08/L.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade