Projeto que proíbe o porte de armas na Câmara de Goiânia é aprovado em primeira votação

Foram 19 votos a favor e quatro contrários, proposta agora será discutida por parlamentares antes de retornar ao plenário

Pedro Hara -
Projeto foi proposto pelo vereador Ronilson Reis (Foto: Gustavo Mendes)

Os vereadores de Goiânia aprovaram em primeira votação, nesta terça-feira (12), o projeto que proíbe o porte de arma nas dependências da Câmara.

Proposto por Ronilson Reis (Brasil 35), o a matéria teve 19 votos favoráveis e quatro contrários. Contrário a medida, Sargento Novandir (Avante), chamou a aprovação de “absurdo” e que levará a questão para quartéis e instituições militares e de segurança.

“Se for aprovado, vou apresentar requerimento cancelando todas as homenagens que esta Casa pretende fazer aos militares. Essa proposta é uma maldade contra forças de segurança”, comentou.

Além de Novandir, votaram contra o projeto os vereadores Cabo Senna (Patriota), Gabriela Rodart (DC) e Thialu Guiotti (Avante).

Em oposição ao colega, o vereador Santana Gomes (PRTB), vestido com um colete à prova de balas, afirmou que o a proposição não é contra as forças policiais.

“Garanto ainda que este projeto, sob nenhuma circunstância, é contra forças policiais. Mas, sim, favorável à democracia e à liberdade de ir e vir no nosso Plenário. O Legislativo é soberano”, afirmou.

Após a aprovação em primeira votação, o projeto será encaminhado para análise da Comissão de Segurança Pública. O relator da matéria será o vereador Geverson Abel (Avante).

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade