Servidores que cobravam mensalidade por espaços gratuitos de feiras são indiciados pela PC

Um deles usava até nomes e contas bancárias de terceiros para receber os alugueis

Pedro Hara -
Inquérito foi remetido ao poder Judiciário. (Foto: Divulgação/PC)

Dois servidores da Prefeitura de Goiânia foram indiciados pela Polícia Civil (PC), nesta segunda-feira (02), suspeitos de cometerem crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

De acordo com a PC, ambos eram supervisores de Feiras Livres e Especiais realizadas semanalmente na capital.

Durante as investigações, ficou comprovado que a dupla teria se apropriado de maneira ilícita de pontos na “Feira da OVG” e cobravam mensalidade dos trabalhadores de forma ilegal, haja visto que a autorização para utilização das barracas é gratuita.

Além da arrecadação indevida, um dos servidores utilizava nome falso e contas bancárias de terceiros para que pudesse receber os aluguéis.

O inquérito foi enviado ao Poder Judiciário e aguarda a análise do Ministério Público sobre os indiciamentos.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.