Roberto anuncia mudanças no funcionamento das unidades de saúde em Anápolis

Além do reforço em UPA’s e UBS’s, mais uma unidade de saúde terá atendimento exclusivo para crianças

Isabella Valverde -
Em coletiva de imprensa, o prefeito Roberto Naves (PP) informou uma série de medidas para o combate a dengue. (Foto: Portal 6/ Isabella Valverde)

O prefeito Roberto Naves (PP) anunciou, durante entrevista coletiva, na manhã desta terça-feira (03), uma série de medidas que serão adotadas em Anápolis para tentar controlar o surto local de dengue.

Desde janeiro, o município já acumula mais de 4 mil casos confimados, sendo que mais de 1 mil deles foram registrados apenas no último mês.

Segundo o prefeito, a demanda tem sido tão grande que a UPA Pediátrica, que tem capacidade para 6 mil atendimentos mensais, realizou 11 mil em abril.

Por causa desse caos, a partir de agora, as UPA’s da Vila Esperança e Pediátrica, além da unidade do Parque Iracema, terão atendimento 24h.

Já as UBS’s do Bairro de Lourdes e São José atenderão até às 22h para receber a população com sintomas de dengue.

Reforço

A partir da próxima segunda-feira (09), a UBS do Arco-íris receberá apenas crianças para desafogar a UPA Pediátrica.

A conscientização da população anapolina é outra medida que será reforçada pela Prefeitura.

No sábado (07) terá início uma força-tarefa com os agentes de endemias, que visitarão residências para fiscalizar e orientar as famílias acabar com focos do criadouro do mosquito Aedes Aegypti – portador não só da dengue, mas também da zica e chikungunya.

“Quem pode ajudar realmente neste momento no combate a dengue são as pessoas. De tal forma que elas possam aniquilar os focos que existem dentro das casas”, afirmou.

“A ideia é bater na porta do maior número de casas possíveis, para a gente poder evitar o aumento no número de dengue”, acrescentou.

Questionado pelo Portal 6 se alguma iniciativa já estaria sendo pensada para os números de casos sejam atualizados mais rápido, já que em abril os dados só foram informados com intervalo de 28 dias, o prefeito afirmou que a medida depende de muitos fatores e que o foco principal é reduzir a quantidade de pessoas doentes.

“A questão de divulgar com mais agilidade o número de casos depende muito do número de exames, depende do resultado desses exames, depende de subir esses resultados. Então, nós estamos trabalhando para poder divulgar o quanto antes o número de casos “, comentou.

“Mas, mais importante que divulgar o número de casos, é a gente tratar os casos que existem da melhor forma possível. O foco nesse momento é continuar divulgando o número de casos à medida que vai subindo no sistema, mas acima de tudo, preparar o sistema de saúde”, completou.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade