Especialista de Anápolis explica o que é a otite e o que deve ser feito para evitar a doença

Dra Rhaissa Heinen Peixoto é otorrinolaringologista e, atualmente, atende os anapolinos na Clínica Popular da Saúde

Publieditorial -
Dra Rhaissa Heinen Peixoto atende na Clínica Popular da Saúde. (Foto: Divulgação)

A audição é uma dos importantes sentidos do corpo humano e pode ser seriamente comprometida se as pessoas não cuidarem bem dos ouvidos, que são sensíveis e precisam de muita atenção.

E o responsável por cuidar dessa região são os otorrinolaringologistas, que não só diagnosticam enfermidades como também sugerem os melhores tratamentos para garantir que tudo esteja sempre bem.

Dentre as doenças que afetam o ouvido está a otite, que é uma inflamação comum e que gera desconfortos profundos se não for cuidada o quanto antes.

Para saber mais sobre esse problema, entrevistamos a Dra Rhaissa Heinen Peixoto, graduada na Faculdade de Medicina de Marília (FAMEMA) e com residência médica em Otorrinolaringologia pela Universidade de São Paulo (USP). Ela atua na Clínica Popular da Saúde, em Anápolis.

O que é a otite?

Dra. Rhaissa Heinen: A otite é uma inflamação ou infecção no ouvido, que pode ser causada pelo uso de cotonetes, introdução de objetos pequenos, entrada de água ou contaminação de vírus ou bactérias no ouvido.

Há maior incidência em qual idade?

Dra. Rhaissa Heinen: Em crianças mais pequenas, devido à imaturidade imunitária e às particularidades anatómicas próprias da idade, possuindo uma maior incidência de otite média aguda.

Quais são os sintomas mais comuns?

Dra. Rhaissa Heinen: Por afetar diferentes partes do ouvido, a otite normalmente é classificada em externa, média ou interna, e geralmente causa sintomas como dor no ouvido, febre, presença de secreção, redução da audição, zumbido e tontura.

Como é feito o diagnóstico?

Dra. Rhaissa Heinen: O diagnóstico da otite deve ser feito por um otorrinolaringologista através de avaliação da história clínica, dos sinais e sintomas, e do exame do ouvido, feito com o uso do otoscópio, um equipamento médico para observar o interior do ouvido.

Quais hábitos podem prevenir a otite?

Dra. Rhaissa Heinen: Algumas medidas que ajudam a prevenir são não colocar dedo sujo no ouvido, não compartilhar objetos de uso pessoal, evitar limpar os ouvidos com cotonete e secar as orelhas após contato com água.

Como é feito o tratamento?

Dra. Rhaissa Heinen: O tratamento para otite varia de acordo com a localização, os sintomas e a causa, e tem o objetivo de aliviar os sintomas e combater as bactérias ou vírus que estejam causando a infecção ou inflamação. O tratamento geralmente é feito com o uso de antibióticos, analgésicos ou timpanocentese, que é a introdução de um tubo flexível no ouvido para remover a secreção.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade