O que está sendo feito em Anápolis para proteger os animais de rua do frio intenso

Representantes do município apontam diferentes ações visando acolher os bichos que estão expostos nas vias públicas

Augusto Araújo -
Animal solto na rua no Jardim Primavera, bairro da região Leste de Anápolis. (Foto: Divulgação/SOS Animais)

Com a chegada da forte onda de frio em Goiás, os municípios se mobilizaram com diferentes ações para garantir que a população “humana” fosse protegida. No entanto, o atendimento aos animais de rua é outro ponto que gera preocupação.

Portal 6 entrou em contato com diferentes representantes de Goiânia e Anápolis para entender o que está sendo feito nesse sentido em ambas as cidades.

O chefe da Gerência de Postura em Anápolis, Américo Ferreira dos Santos, afirmou que não há um trabalho específico sendo feito nesta semana pelo órgão de fiscalização.

“O que nós temos é uma ação rotineira, onde recolhemos animais de grande porte – em sua maioria cavalos -, quando recebemos denúncias de que os animais estão soltos na via pública do município”.

No mesmo sentido, o diretor de Vigilância em Saúde do município, Gúbio Dias Pereira, pontuou também que o Centro de Zoonoses faz um trabalho contínuo de atendimento aos bichinhos domésticos encontrados na rua.

“Fazemos o recolhimento, castramos e vacinamos os animais, encaminhando para abrigos ou diretamente para adoção.

“Nesta quarta-feira (18), por exemplo, fizemos mais de 40 castrações e 60 vacinações, tanto de animais acompanhados pelos tutores, quanto recolhidos na rua”, destacou.

Em nota, a Prefeitura de Anápolis argumentou que não existe legislação no Brasil que entenda que é responsabilidade dos municípios atender aos animais de rua em contextos específicos em que fazem frio extremo.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.