Mortes por suspeita de dengue sobem 55% em uma semana em Anápolis

Cidade já registra 14 óbitos potenciais pela doença, contra nove no boletim anterior, e vê casos dispararem 608% em comparação com o ano passado

Lucas Tavares -
Pacientes com dengue tomam soro em hospital. (Foto: Silva Junior/Folhapress)

Em sete dias, o número de óbitos com suspeita de dengue em Anápolis aumentou 55%. A mais recente atualização, de 14 de maio, mostra que já são 14 os casos em investigação.

Anteriormente, até o dia 07 deste mês, o número de mortes consideradas suspeitas pela Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) eram de apenas nove.

Entre as possíveis vítimas, oito são mulheres, sendo que uma delas tinha 21 anos e outras sete mais de 60. Entre os homens três eram idosos e três crianças, com 07 anos ou menos.

A confirmação de óbitos dessa natureza, assim como ocorria com pacientes suspeitos de Covid-19, é feita pelo Laboratório de Saúde Pública Dr. Giovanni Cysneiros (LACEN), que é subordinado à Secretaria Estadual de Saúde (SES-GO).

O Portal 6 questionou a pasta pela demora no resultado e obteve como resposta que ele ainda não saiu porque a investigação é demorada.

Escalada

Os índices da doença causada pelo mosquito Aedes aegypti em 2022 são ainda mais impressionantes se comparados com o mesmo período do ano anterior.

Em 2021, até a metade do mês de maio, foram 1.880 notificações. Este ano, a cidade já alcançou  13.310 registros, um aumento de 607,98%, representando uma taxa de incidência de 15,59 casos por mil habitantes.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.