Penitenciárias de Goiás ganham brinquedotecas para que filhos possam visitar pais presos

No espaço, criado com materiais feitos pelos próprios detentos, eles ficam sem algemas e podem passar até 45 minutos com os pequenos

Lucas Tavares -
Brinquedoteca para que pais e mães recebam os filhos menores de 18 anos fora do ambiente de cárcere e sem algemas. (Foto: Divulgação/DGAP-GO)

Um novo projeto deve dar 21 brinquedotecas às unidades prisionais de Goiás, para que filhos, menores de 18 anos, possam visitar os pais encarcerados, sem ter contato com um ambiente hostil.

O esquema, além de proteger as crianças, possibilita aos detentos uma socialização, de até 45 minutos, dependendo da cidade de origem, sem algemas. Eles serão monitorados a distância por um policial.

A ação faz parte de mudanças orientadas pela Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), juntamente com a Polícia Penal, responsável pelas inaugurações.

Os espaços foram montados com materiais feitos por homens e mulheres reclusos no Complexo Prisional de Aparecida. Eles produziram mesas, cadeiras, brinquedos e decorações.

Brinquedoteca para que pais e mães recebam os filhos menores de 18 anos fora do ambiente de cárcere e sem algemas. (Foto: Divulgação/DGAP-GO)

Segundo a gerente de Produção Agropecuária e Industrial da DGAP, Alline Scaglia, as mulheres são as mais entusiasmadas com o projeto.

“Elas são mães e ficaram muito sensibilizadas em saber que podem receber os filhos em um espaço lúdico, adequado”, disse.

O diretor-geral de Administração Penitenciária, Josimar Pires, afirma que o contato com os filhos deve colaborar para ressocialização dos presos.

“As crianças terão acesso aos pais fora da carceragem, que não é ambiente para elas. É muito importante o contato social do apenado com seu familiar, para que ele não perca os vínculos”, explicou.

Para agendar a visita, o familiar responsável pela criança ou adolescente precisa acessar o sistema senha on-line da Polícia Penal.

Confira abaixo as cidades contempladas com a primeira etapa do projeto. As outras 74 unidades deverão ganhar em breve o espaço lúdico.

Unidades prisionais que contarão com brinquedoteca:

  • Alexânia
  • Alto Paraíso de Goiás
  • Araçu
  • Caldas Novas
  • Catalão
  • Cidade de Goiás
  • Formosa
  • Goianésia
  • Inhumas
  • Itaberaí
  • Itapuranga
  • Itumbiara
  • Planaltina de Goiás (duas)
  • Pires do Rio
  • Santa Helena
  • São Luís de Montes Belos
  • Silvânia
  • Uruana
  • Vianópolis
  • Penitenciária Odenir Guimarães (POG), no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade