Jovem comete erro dentro do Uber e descobre que a corrida ficou mais de R$ 1 mil

Empresa foi contactada pelas redes sociais e explicou o que aconteceu com o passageiro

Gabriella Licia -
Adriano Gomes mora em de João Pessoa (PB) e recorreu às redes sociais para reaver dinheiro. (Foto: Reprodução)

Um passageiro precisou recorrer às redes sociais para expor a plataforma online de transporte particular, Uber, após solicitar uma pequena viagem e ser informado de uma taxa de R$ 1.081,39.

O produtor e Dj Adriano Gomes mora em João Pessoa (PB) e contou no perfil do Twitter que havia contratado uma corrida rápida e com poucas quilometragens.

No entanto, dentro do automóvel particular, a vítima decidiu alterar a rota e acabou selecionando a opção de uma rua em outra cidade, a mais de 150 km de distância.

Com a alteração, no valor dinâmico da plataforma, ele foi informado ao final da corrida que estava devendo o valor de R$ 1.081,39 ao motorista, mesmo não tendo percorrido os 150 km.

Revoltado, ele recorreu à ajuda no próprio aplicativo, onde obteve a seguinte resposta: “verificamos que já entrou em contato com o meu ajuda do app. Como informado, revisamos a sua viagem e o seu caso, e constatamos que durante a sua viagem houve um preço dinâmico de 2.2x”.

A empresa ainda continuou: “no entanto, este preço dinâmico já estava incluído no valor que lhe foi mostrado antes de iniciar a viagem, e é o que você pagou. Qualquer outra dúvida, chama a gente!’

Não satisfeito, ele reportou o caso no perfil do Twitter, cobrando por um posicionamento mais certeiro da empresa multinacional.

“E a @Uber_Brasil que simplesmente cobrou mais de mil em uma corrida pequena e ainda deu a desculpa que tava preço dinâmico. Não tem lógica nenhuma, nem que tivesse percorrido João Pessoa todinha daria esse valor”, disse.

Depois da enorme confusão, ele foi informado que seria ressarcido pelo valor absurdo cobrado. “De qualquer forma, como a viagem não seguiu o novo trajeto solicitado, um novo valor foi recalculado e o excedente será ressarcido ao usuário”, posicionou a Uber.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade