Fala na Alego termina em barraco com deputados protestando contra discurso de estudante

Amauri Ribeiro, Mauro Rubem e Gugu Nader estão entre os protagonista das cenas de horror, transmitidas em tempo real no YouTube

Pedro Hara Pedro Hara -
Discurso de estudante durante o Parlamento Jovem provocou barraco na Alego. (Foto: Alego)

O clima esquentou durante a sessão ordinária desta quarta-feira (18) na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) após a fala de um participante do Parlamento Jovem da Casa com acusações de que a Polícia Militar (PM) mata majoritariamente “pretos e pobres”.

Ele também alegou falta de transparência na corporação, pois não são revelados os números de mortes cometidas por policiais no exercício da profissão.

Amauri Ribeiro (UB) condenou a fala do estudante João Pedro Mascarenhas. O deputado também solicitou que o jovem seja excluído do programa e ele terá de provar as acusações na Justiça.

Após o discurso de Amauri, Mauro Rubem (PT) subiu na tribuna e teceu elogios as falas do jovem, dizendo que o estado faz “da violência uma política de segurança”.

O petista também desafiou a PM a colocar câmeras de monitoramento nas fardas dos policiais.

Quem também entrou na discussão foi o deputado Gugu Nader (Agir), que aos gritos defendeu a política adotada pelo governador Ronaldo Caiado (UB) e elogiou a PM, dizendo que “não defende bandido”.

As cenas foram transmitidas ao vivo no canal oficial da Alego no YouTube.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Portal 6 (@portal6noticias)

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.