Detran Goiás anuncia novidade para punir motoristas que insistem em dirigir bêbados

Número de condutores flagrados sob influência do álcool é alto e coloca vidas em risco

Samuel Leão Samuel Leão -
Fiscalização da Balada Responsável. (Foto: Divulgação/Detran)

Em decorrência dos 16 anos da aplicação da Lei Seca no Brasil, o Departamento Estadual de Trânsito de Goiás (Detran-GO) anunciou a criação de 20 novos núcleos regionais para intensificar a atuação da Balada Responsável no estado.

Com atuação em todos os 246 municípios da unidade federativa, as patrulhas locais são feitas em convênio com a Polícia Militar (PM), agindo preventivamente contra a embriaguez ao volante. A iniciativa é realizada, especialmente, durante festas e eventos noturnos, visando a redução de acidentes e garantia de um trânsito seguro.

Segundo o levantamento da autarquia, de janeiro a maio deste ano, 6.548 motoristas foram autuados por combinar álcool e direção ou se recusar a realizar o teste do etilômetro – ou seja, um a cada 33 minutos.

Em 2023, no mesmo período, foram autuados 4.660 condutores, o que representa 31 por dia.

As infrações foram registradas por todos os órgãos com atuação em Goiás, dentre eles a Polícia Civil (PC) e a Balada Responsável. De acordo com o presidente do Detran-GO, delegado Waldir, o cenário crescente gerou uma percepção de desdém por parte dos motoristas.

“Pelo jeito, a multa de quase R$ 3 mil, não tem feito cócegas no bolso daqueles que insistem em beber e dirigir. Essa é uma conduta que coloca vidas em risco”, pontuou.

Além da penalidade de R$ 2.934,70, o motorista flagrado no teste do bafômetro, ou que se recusar a fazer o exame, tem a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) suspensa por 12 meses e o veículo retido. Só neste ano, foram cassadas administrativamente 7.210 habilitações.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.