PublicidadePublicidade

Nova pesquisa do Procon mostra quais supermercados estão cobrando caro em Anápolis

Órgão chegou a encontrar diferença de 275% no preço do papel higiênico, vendido por R$ 1,84 e R$ 7,09

Rafaella Soares Rafaella Soares -

Pesquisa divulgada pelo Procon Municipal mostra onde estão os itens mais caros da cesta básica em Anápolis. Foram visitados os hipermercados Carrefour (Cidade Jardim) e Bretas (Cidade Jardim), e os supermercados Rio Vermelho (Jundiaí), Super Vi (Jardim Goiano), Floresta (Centro) e Atende Mais (Jardim Gonçalves).

Durante o levantamento os produtos que mais surpreenderam pela variação de preço foram o sal, a batata, a água sanitária e o papel higiênico. Esse último item foi o que apresentou a variação mais escandalosa. No SuperVi o produto foi encontrado por R$ 1,84. No Bretas ele sai por R$ 7,09, uma diferença de 275%.

Já a água sanitária, que custa R$ 1,09 no Super Vi, está sendo vendido por R$ 2,79 no Rio Vermelho. Uma variação de 156%.

PublicidadePublicidade

O sal, que custa R$ 0,90 no Rio Vermelho, está custando R$ 2,09 no Carrefour. A batata está sendo vendida a R$ 1,29 no Floresta e por $ 2,99 no Carrefour, diferença de 132%.

A pesquisa do Procon Municipal é realizada segundo o perfil das famílias e o maior consumo alimentar do anapolino.

Alerta o órgão que a melhor maneira de economizar na hora das compras é pesquisar os preços e denunciar os valores estão abusivos.

Confira a pesquisa na íntegra.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade