DPCA vai investigar caso de adolescente que foi abusado em seleção para menor aprendiz

Suspeito foi autuado por crime inafiançável e acabou sendo levado diretamente para o presídio de Anápolis

Da Redação -

Será investigado pela Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) de Anápolis o caso do adolescente de 14 anos que foi abusado sexualmente durante uma entrevista de emprego para menor aprendiz.

Essa informação foi confirmada ao Portal 6 na tarde desta terça-feira (10) pela delegada Kênia Segantini, titular da DPCA, que também contou que o suspeito do crime alega ser promotor de eventos e tem 27 anos.

“Esse caso ocorreu na Avenida Santos Dumont, no bairro Jundiaí. Mas no documento não consta nenhum nome de empresa. O suspeito só dizia que estava contratando para trabalhar na organização de festas”, explicou.

Por se tratar de um crime envolvendo um menor de idade, a identificação do homem deverá ser mantida sob sigilo.

Em relação ao conteúdo de pornografia infantil encontrado no celular dele, a delegada afirmou que o material ainda não foi enviado à DPCA, por isso ainda não é possível tirar nenhuma nova conclusão sobre o caso.

O suspeito foi autuado por violação sexual mediante fraude. Por ser inafiançável, deverá ficar no presídio de Anápolis aguardando uma audiência de custódia para saber se poderá ou não ser liberado.

Se condenado, ele poderá pegar pena de dois a seis anos de prisão.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.