Portal 6

Vereadores do PT tentaram barrar autorização de empréstimo para asfaltar bairros de Anápolis

(Foto: Ismael Vieira)

Projeto de Lei também incluía a construção de um novo Hospital Municipal na região Leste da cidade

Foi bastante tumultuada a sessão extraordinária desta sexta-feira (26) na Câmara Municipal de Anápolis.

Na pauta estava o Projeto de Lei 132/2018 que autoriza um empréstimo de R$ 90 milhões junto à Caixa Econômica Federal para viabilizar a construção de um novo Hospital Municipal na região Leste da cidade e a pavimentação e construção da rede de água pluvial nos bairros Promissão, Vale das Laranjeiras, Granville, Monte Sinai, Ana Caroline, Bom Sucesso, Jardim Primavera e Polocentro.

Vereadores do PT, Antônio Gomide, Luis Lacerda e Geli Sanches autuaram para barrar a aprovação de ambas iniciativas. Lisieux Borges, que também compõe a bancada do partido, não acompanhou os companheiros.

“Por razões pessoais e partidárias eles votaram contra”, lamentou o vereador Jackson Chales (PSB) em entrevista à Rádio Imprensa FM.

Recém eleito para a Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), e virtual candidato a disputar a Prefeitura de Anápolis em 2020, Antônio Gomide disse ao repórter Richelson Xavier que apenas queria debater mais.

“O empréstimo está sendo colocado em uma sessão extraordinária, onde poderia muito bem ter [sido] encaminhado a transparência, como se vai gastar, [com] um plano de trabalho e saber a intenção da Prefeitura quando se busca um empréstimo tão grande”, reclamou.

“O prefeito [Roberto Naves] vive dizendo que o município está muito endividado. Ora, se o município está muito endividado como que ele pode buscar, com a capacidade de endividamento, um empréstimo de R$ 90 milhões?”, questionou.

A Caixa Econômica Federal, no entanto, não liberaria o sinal do empréstimo caso a Prefeitura não tivesse solvência para pagá-lo.

Aprovado por 21 a 3, o projeto de Lei segue agora para a sanção do Executivo.

Quer comentar?

Comentários

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.