Portal 6

O estado de saúde da criança arremessada várias vezes contra o chão pelo pai em Anápolis

(Foto: Lailson Damasio)

Garotinho foi levado às pressas para Goiânia e autor das agressões tentou se matar

É grave o estado da criança de cinco anos que foi arremessada contra o chão pelo próprio pai na tarde de segunda-feira (03), na Vila Brasil, região Central de Anápolis.

O garoto deu entrada no Hospital Estadual de Urgências de Goiânia Governador Otávio Lage de Siqueira (HUGOL) às 16h15, na mesma tarde, e está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Último boletim divulgado pelos médicos do HUGOL, na manhã desta terça-feira (04), aponta que a criança necessita de ajuda de aparelhos para respirar. Familiares também informaram a policiais que ele está com traumatismo craniano.

Toda a história repercutiu fortemente nas redes sociais. Isso porque a Polícia Militar foi acionada inicialmente para averiguar a agressão contra a ex-esposa e o filho.

A situação, no entanto, se agravou ainda mais quando o agressor, após desferir socos contra a mulher e jogar o filho três vezes no chão, correu até em casa, na Travessa Armando Sales, para tentar se matar.

Conforme a corporação, quando a viatura chegou na residência do homem, o portão estava trancado e uma vizinha, que tinha uma chave reserva, ajudou os agentes a adentrarem o local, onde já o encontraram de bruços ao lado de duas facas.

Ele estava em estado de choque, com vários cortes de faca do peito e as mãos quase amputadas. Diante da situação, os próprios militares decidiram encaminhá-lo ao Hospital de Urgências de Anápolis Dr. Henrique Santillo (HUANA) para receber atendimento médico.

O caso já está s para a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) e o Portal 6 está em contato com a delegada Kênia Segantini, titular da unidade, para saber o que teria motivado as agressões.

O homem foi autuado por tentativa de homicídio e permanece internado sob escolta policial. Mesmo com intermediação da Secretaria Estadual de Saúde, o HUANA se recusou a informar à reportagem qual o estado de saúde del

Quer comentar?

Comentários

Nosso Twitter