Portal 6

Ministério Público em Abadiânia protocola pedido de prisão de João de Deus

(Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil) .

Informação foi adiantada pelo jornalista Lauro Jardim, de O Globo

O Ministério Público de Goiás (MP-GO) protocolou na tarde desta quarta-feira (12) no Fórum de Abadiânia, município vizinho de Anápolis, pedido de prisão preventiva contra João de Deus, segundo informou o jornalista Lauro Jardim no O Globo.

O médium vem sendo acusado de ter cometido uma série de abusos sexuais. Ele fez sua primeira aparição pública durante a manhã desta quarta-feira (12) após o caso vir à tona no programa Conversa com Bial.

“Irmãos e minhas queridas irmãs, agradeço a Deus por estar aqui. Quero cumprir a lei brasileira. Estou nas mãos da Justiça. O João de Deus ainda está vivo”, declarou na Casa Dom Inácio de Loyola onde realiza consultas e aconselhamentos espirituais, além das chamadas cirurgias espirituais há 42 anos.

A chegada do médium ao espaço foi marcada por uma confusão entre jornalistas que tentavam se aproximar e frequentadores e funcionários do centro que tentavam afastá-lo dos profissionais de imprensa.

Segundo assessores Casa Dom Inácio de Loyola, João de Deus sentiu-se mal logo após o tumulto e, sem condições de atender às centenas de pessoas que o aguardavam, deixou o local prometendo voltar quando sua saúde permitir.

“Enquanto puder, o seu João vai continuar o trabalho dele. E se a Justiça achar que ele não deve, ele também está aberto a ajudar para que as coisas sejam apuradas”, informou a assessora do cirurgião espiritual Edna Gomes.

Quer comentar?

Comentários

Nosso Twitter

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.