PublicidadePublicidade

A dura consequência para o homem que quis tirar toddynho de crianças

Ele ainda teve a chance de sair livre, mas custaria caro

Da Redação -
Corredor do Centro de Inserção Social Monsenhor Luiz Ilc, a cadeia pública de Anápolis. (Foto: Divulgação)

Um homem de 33 anos foi preso no último sábado (1º) depois de ter sido flagrado pulando o muro da Escola Municipal Professora Esther de Campos Amaral, no Jardim Alvorada.

Segundo o relato da Polícia Militar, registrado em Boletim de Ocorrência, a equipe recebeu a informação que dois criminosos teriam entrado na unidade escolar para furtar achocolatado da marca “toddynho” e estavam tentando revender para comerciantes da região.

Em patrulhamento, os agentes encontraram um dos suspeitos, identificado como Rafael Alves de Oliveira, que andava pelas proximidades do Posto Conquista e carregava duas caixas do achocolatado.

Depois de ser detido, os policiais voltaram na escola e descobriram que, através de uma janela, os criminosos também furtaram cadeiras. Essas foram abandonadas em um açougue próximo.

Na Central de Flagrantes, os responsáveis pela instituição reconheceram apenas as cadeiras como sendo propriedade da unidade escolar. O outro suspeito não foi localizado.

Uma fiança de R$1 mil foi arbitrada, mas, conforme a Polícia Civil, o valor não foi pago e Rafael foi levado diretamente para o Centro de Inserção Social Monsenhor Luis Ilc, a cadeia pública de Anápolis.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade