Portal 6

Polícia Civil aponta responsável pela morte de estagiária em Anápolis

(Foto: Reprodução)

Indiciamento é por homicídio culposo, quando não há intenção de matar

A Delegacia de Especializada em Investigações de Crimes de Trânsito (DICT) de Anápolis concluiu na semana passada a investigação da morte de Thalyta Santos, de 20 anos.

A jovem, que era estagiária da Escola Gente Miúda Crescer, caiu da moto que pilotava ao passar por um buraco e ser atropelada em seguida por um carro, no bairro Jundiaí, em abril.

A conclusão do inquérito apontou que o responsável pela morte da estudante é o atual secretário Municipal de Obras e Serviços Urbanos, Francisco Lacerda, que teria sido negligente ao não providenciar o recapeamento asfaltíco da rua.

O indiciamento é por homicídio culposo, quando não há a intenção de matar, e já foi remetido ao Ministério Público.

Acidente

O acidente ocorreu no final da tarde de uma segunda-feira, quando a jovem voltava do estabelecimento de ensino.

Perturbadoras, as imagens a seguir foram divulgadas com exclusividade pelo Portal 6 e mostram Thalyta se desequilibrando ao passar pelo buraco. O Fiat Siena prata que vem logo atrás passa por cima da estudante e a arrastada por 20 metros.

A motorista, que entrou na via fazendo uma curva à esquerda pela Avenida Santos Dumont, dirigia o veículo em velocidade permitida.

(Foto: Portal 6)
(Foto: Portal 6)
(Foto: Portal 6)

Na manhã seguinte à morte da estagiária, a perícia da Polícia Científica chegou ao local pouco antes da equipe de tapa buracos da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Urbanos. O reparo foi feito em seguida.

(Foto: Portal 6)
(Foto: Portal 6)

Em nota ao Portal 6, a Prefeitura de Anápolis informa que “o município e nem o secretário não foram intimados ou notificados pela Justiça”.

Quer comentar?

Comentários

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.