Portal 6

Tênis faz GIH descobrir que jovem assassinou filho de PM em Anápolis

(Foto: Divulgação/ GIH

Acessório seria “uma forma de amuleto ou superstição” usado para praticar crimes

A partir desta segunda-feira (19), Lucas Silva, de 25 anos, passa a responder por mais um homicídio que teve ampla repercussão em Anápolis.

Recolhido há um mês no Centro de Inserção Social Monsenhor Luiz Ilc, a cadeia pública da cidade, por ter matado filho e baleado mãe no Parque das Laranjeiras, na região Sudoeste, o Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) descobriu que ele também assassinou Bruno Rodrigues Capucio, de 28 anos, em dezembro do ano passado.

Filho do sub-tenente da Polícia Militar Odimar Cipione Capúcio, a vítima havia acabado de chegar de carro em um bar do bairro IAPC, na região Oeste. Um homem encapuzado, flagrado pelas câmeras de segurança, saiu de dentro de outro veículo e entrou no local já atirando contra Bruno.

Observando as imagens, o GIH detectou que o atirador estava com um tênis vermelho na ocasião, mesmo calçado que Lucas Silva teria usado para praticar outros homicídios na cidade e que foi apreendido recentemente na casa dele.

O acessório seria “uma forma de amuleto ou superstição” mantida por Lucas para praticar crimes.

“A investigação aponta que o crime se deu por questões relacionadas ao tráfico de drogas”, informou a assessoria de comunicação da Polícia Civil de Anápolis.

Quer comentar?

Comentários




Nosso Twitter



Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.