Portal 6

Futuro de mais de 6 mil motoristas de aplicativo em Anápolis está nas mãos da CMTT

Reunião aberta para tratar da questão está marcada para esta quinta-feira (12); profissionais e autoridades foram convidados

Os trabalhos da Comissão Especial para Estudos da Regulamentação do Transporte Remunerado Privado Individual de Passageiros em Anápolis devem terminar no próximo domingo (15).

O prazo era até 15 de novembro, mas o colegiado prorrogou por mais 30 dias. E uma das últimas atividades será uma reunião ordinária convocada para esta quinta-feira (12).

Prevista para às 16h no Parque Ambiental Ipiranga, no Bairro Jundiaí, representantes da classe, profissionais da segurança pública e vereadores devem ser ouvidos.

De acordo com a convocação do presidente Fabrício Lopes da Luz, populares interessados em discutir a questão também podem participar.

(Reprodução/Diário Oficial do Município)

Além do servidor, Sérgio Augusto Inácio de Oliveira, Cleone Raimundo da Silva e Eliane Conegundes Ribeiro também fazem da comissão especial – instituída pela Companhia Municipal de Trânsito e Transportes (CMTT).

A partir dos resultados obtidos pelo grupo, um projeto de lei regulamentando o transporte de passageiros por aplicativos será elaborado pela autarquia e encaminhado para apreciação na Câmara Municipal de Anápolis.

Atualmente, mais de cinco plataformas, como Uber e 99 Pop, funcionam na cidade — mantendo cadastrados cerca de seis mil motoristas. Os profissionais devem ser os principais impactados pela futura regulamentação, o que inevitavelmente impactará no preço pago pelo usuário pelas corridas.

Quer comentar?

Comentários




Nosso Twitter

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.