PublicidadePublicidade

Aos 35 anos, jogador de futebol com passagem por time de Anápolis morre afogado

Portal 6 traçou retrospecto da carreira do atacante, que já vestiu diversas camisas tradicionais do futebol goiano e brasileiro

Caio Henrique Caio Henrique -

O início desta semana foi de tristeza para o cenário futebolístico goiano.

Isso porque o atacante Iorlando Pereira Marques Filho, mais conhecido como Marques, de 35 anos, faleceu no domingo (20), vítima de afogamento em um rio no município de Águas de São João, interior de Goiás.

Ele estava em uma reunião com amigos quando o acidente aconteceu.

PublicidadePublicidade

O atleta foi velado e enterrado ontem (21) na antiga capital do estado, hoje local turístico, Cidade de Goiás.

Carreira

Nascido em Goiânia e revelado por um dos mais tradicionais clubes do estado, o Vila Nova, Marques também colecionou passagens por diversos outros clubes goianos.

Trindade, Grêmio Anápolis e CRAC, clube da cidade de Catalão, são alguns exemplos. Sendo este último, inclusive, o time mais recente que o jogador atuou.

Ele também registra passagem no futebol europeu, mais especificamente em Portugal, onde atuou por duas temporadas consecutivas.

De volta ao Brasil, ele jogou em diversos clubes do interior paulista, como Mirassol, Votuporanguense, América de Rio Preto, Santo André, Comercial, São Carlos e Linense.

O futebol gaúcho também contou com a participação do goleador vestindo tradicionais camisas do estado, como a do Brasil de Pelotas, Pelotas e a do Avenida – onde chegou a marcar gol e ajudar na vitória contra um dos maiores clubes de todo o país, o Grêmio.

Porém, é em um clube de Minas Gerais que a falta de Marques mais será sentida.

Isso porque ele se tornou uma espécie de ídolo ao marcar o gol de empate do humilde ‘União Recreativa dos Trabalhadores’ (URT) justamente contra o Atlético-MG, um dos maiores times do estado e do país, em pleno Mineirão.

Em entrevista ao jornal Hoje em Dia, o ex-técnico do jogador, Rodrigo Santana, comentou a perda.

“Quando penso no Marques, penso nos gols importantes e decisivos que fez. Centroavante que me ajudou muito. Que Deus conforte sua família. Quando me lembro dele, só me vêm lembranças boas; muito boas, por sinal. Que ele faça muitos gols no céu. Fará muita falta por aqui”, disse.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade