PublicidadePublicidade

Quatro homens são denunciados pelo mega roubo no Carrefour de Anápolis

MP-GO detalhou que eles renderam e, armados, agiram com extrema violência contra os trabalhadores do hipermercado

Denilson Boaventura Denilson Boaventura -

O Ministério Público de Goiás (MP-GO) denunciou Lucas Gonçalves dos Santos, Natan Bruno Santos Ribeiro, Davyson Araújo Pacheco e Genes Alves da Cruz por roubo qualificado no Carrefour de Anápolis, uma vez que foi praticado por mais de duas pessoas, foram mantidas vítimas em seu poder e houve uso de violência ou ameaça com emprego de arma de fogo.

O Portal 6 não conseguiu contato da defesa dos denunciados, que estão presos. Procurado pela reportagem, o Carrefour ainda não se posicionou.

O promotor Eliseu da Silva Belo, que atua no caso, relata que, de acordo com dados do inquérito policial, no dia 26 de janeiro deste ano, por volta das 21h, os quatro homens, acompanhados de uma mulher não identificada, entraram normalmente no hipermercado, como se fossem clientes e ficaram escondidos atrás de uns freezers, enquanto a mulher os deixou.

PublicidadePublicidade

Algumas horas depois, já na madrugada de 27 de janeiro, quando a maioria dos funcionários havia ido embora, Lucas Gonçalves, Natan Bruno e Davyson Araújo foram até o galpão das mercadorias e abordaram três vítimas: um vigilante e dois funcionários da limpeza.

Mediante extrema violência, os criminosos possuíam um revólver e uma pistola, além de um alicate e uma chave de fenda. Com as armas, deram coronhadas e ameaçaram os trabalhadores. Em seguida, levaram 130 celulares, seis malas e duas mochilas da loja. Enquanto isso, Genes Alves os aguardava, do lado de fora, para a fuga, feita em um carro de terceiros.

Conforme a denúncia, eles ainda danificaram um aparelho joystick e duas câmeras de monitoramento, mas o restante do sistema de vigilância continuou funcionando e as imagens foram entregues à Polícia Civil. Momentos mais tarde, as vítimas saíram do estabelecimento e acionaram a Polícia Militar.

O inquérito aponta que Natan foi o mentor e que ele e Davyson possuem diversas passagens criminais no Distrito Federal, inclusive por outros roubos. Com exceção de Genes, os demais criminosos também foram denunciados por dano qualificado.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade