PublicidadePublicidade

Não foi possível prender homem que tomou adolescente a força da casa do pai

Vítimas, com medo, desligaram telefones e não quiseram prestar queixa do ocorrido

Da Redação Da Redação -

Policiais militares tiveram de se deslocar até o Conjunto Filostro Machado, na região Leste de Anápolis, neste domingo (27), para atender uma situação dramática.

Quem acionou a corporação foi uma mulher de 25 anos, que viu o marido, de 36, ser ameaçado com uma arma de fogo pelo genro.

O motivo do desentendimento entre eles é que a vítima não aceitava que o suspeito, de 32 anos, tivesse um relacionamento com a filha, que tem apenas 15.

PublicidadePublicidade

Percebendo que a polícia havia sido acionada, o homem ainda teria tomado a adolescente do pai e a colocado dentro de um Chevrolet Corsa para fugir.

O suspeito foi encontrado horas depois, em casa. Durante a busca pela residência, os policiais encontraram o revólver e constataram que se tratava de um simulacro. No local também havia uma pistola de airsoft, balança de precisão e plástico usado para embalar drogas.

Ao entrar em contato com as vítimas para contar que o homem havia sido detido, o pai da adolescente, bem como a esposa dele, disseram que estavam com medo de representar criminalmente e desligaram os telefones.

Neste momento, um tio do suspeito ainda apareceu nervoso e afirmou que os policiais tinham subtraído R$ 100 de uma bolsa enquanto faziam a busca.

Tanto o tio quanto o sobrinho foram levados para Central de Flagrantes, sendo que o primeiro foi autuado por calúnia por ter acusado os policiais de furto.

Já o suspeito de ameaçar o sogro não pôde ter o Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) registrado, pois é necessário que as vítimas se apresentem na delegacia. O que não aconteceu.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade