Namorado de adolescente de Anápolis que morreu após sexo, já responde por outro homicídio

Na época, o irmão menor de idade chegou a ser socorrido, mas morreu no HUANA

Da Redação Da Redação -
Sede da Regional da Polícia Civil, em Anápolis, abriga o GIH. (Foto: Divulgação)

A morte da adolescente Tais Vitória Gomes Arcanjo, de 17 anos, que morreu após uma hemorragia durante um ato sexual no final de semana, ainda poderá ganhar novos desdobramentos.

O namorado dela, de 22 anos, que a levou até à Santa Casa para receber atendimento médico junto com um irmão e a mãe, é um antigo conhecido da Justiça.

Em outubro do ano passado, o rapaz havia sido preso pela Polícia Civil após confessar ter ferido o irmão caçula com uma faca, no Gran Ville, bairro da região Leste de Anápolis.

PublicidadePublicidade

Na ocasião, o suspeito teria chegado em casa alterado e iniciou uma discussão com os dois irmãos, sendo que teria ido à cozinha, pegado a arma branca e golpeado o mais novo, de 17 anos.

Com ajuda de um vizinho, o adolescente foi levado para o Hospital Estadual de Urgências de Anápolis Dr. Henrique Santillo (HUANA) e passou por uma cirurgia, mas não resistiu.

Enquanto a família sofria com a situação, o jovem conseguiu fugir. Porém, foi encontrado logo depois, no Residencial Santo Antônio, na casa de uma tia.

Assim como o óbito do irmão, a morte de Tais, inicialmente, também está sendo tratada como homicídio simples.

O Portal 6 tentou contato com o delegado plantonista para saber se um novo pedido de prisão foi solicitado contra o rapaz, mas não obteve sucesso.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade