PublicidadePublicidade

Confusão por dinheiro e pornografia em casa de tatuador termina com polícia e IML

Ninguém desistiu de representar criminalmente e cada um deverá responder por crimes diferentes

Da Redação Da Redação -
(Foto: Divulgação/ PMGO)

Uma mulher de 34 anos acionou a Polícia Militar nesta quinta-feira (27) para se deslocar até o Residencial Arco-Íris e ajudar a dar fim em uma confusão com o marido dela, de 31 anos.

Ao agentes, ela contou que estava desde o dia anterior se desentendendo com o companheiro por causa do dinheiro de um carro que os dois venderam recentemente.

Durante a discussão, a mulher alega que teria sido empurrada e o marido dito que colocaria uma amante na cama dela quando fosse trabalhar.

PublicidadePublicidade

Com raiva, ela afirma ter usado a lateral de uma faca para bater no braço e no pescoço dele, ao mesmo tempo em que pedia para que cônjuge saísse da casa. O pedido teria sido negado.

A mulher também alegou que decidiu chamar a polícia porque chegou até a sofrer ameaças e o homem tem histórico violento, por isso poderia fazer algo pior com ela.

Já o homem negou as agressões. Ele confessou que realmente estava discutindo com a esposa por dinheiro e por ela tê-lo flagrado em sites pornográficos, mas que acatou o pedido para sair da casa.

Porém, sustenta ter pedido um tempo para se organizar porque trabalha como tatuador na residência. Neste momento é que teria apanhado com a faca e levado murros no braço e no rosto.

Os dois foram encaminhados à Central de Flagrantes e precisaram passar pelo Instituto Médico Legal (IML) para realização de exames de corpo de delito.

Como ambos tiveram desejo de representar criminalmente um contra o outro, a mulher deverá responder por lesão corporal e o homem por injúria e ameaça.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade