PublicidadePublicidade

Afinal, paciente com traumatismo craniano fugiu ou não do HUANA?

Em nota, o hospital esclarece a situação. Suposta fuga circulou em grupos de WhatsApp e redes sociais

Da Redação Da Redação -
(Foto: Divulgação)

Um acidente na BR-153, na altura do Residencial Belas Artes, no Setor Bougainville, movimentou a madrugada deste domingo (04) em Anápolis.

O Corpo de Bombeiros foi acionado após testemunhos de que um carro havia perdido controle e saído da pista, se perdendo na escuridão da rodovia.

No local, agentes da corporação encontraram duas vítimas, uma do lado de fora do carro e outra ainda presa nas ferragens.

PublicidadePublicidade

Ambos foram resgatados e encaminhados até a Hospital Estadual de Urgências de Anápolis Dr. Henrique Santillo (HUANA).

Só que um deles se recusou a dar uma identificação para os agentes, e foi aí que o caso ficou ainda mais excêntrico.

Isso porque foi muito divulgado em grupos de WhatsApp e redes sociais que havia fugido da unidade hospitalar depois da internação, mesmo com um quadro delicado de traumatismo craniano leve e sangramento.

A suspeita das autoridades era de que ele fugiu e não se identificou porque estava na rua de forma ilegal, já que estaria em liberdade provisória, o que, em tese, o impediria de sair de casa para beber durante a madrugada afora.

Em nota oficial, o HUANA se manifestou e explicou que não houve nenhuma evasão hospitalar e que os dois homens envolvidos no acidente receberam alta regular.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade