PublicidadePublicidade

Fim da linha para profissionais do sexo que estavam dando golpe em clientes

Segundo delegado, as vítimas achavam que iriam se “encontrar com mulher e era um homem”, mas o contrário também acontecia

Augusto Araújo -
Delegacia de Rio Verde (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Duas mulheres transexuais foram presas em Rio Verde, suspeitas de extorsão, tortura com arma de choque e ameaça de morte a clientes.

A Polícia Civil investiga as duas criminosas por participarem de uma organização criminosa especializada em operar tais crimes de extorsão.

O delegado Carlos Roberto Batista explicou como o grupo praticava os golpes.

PublicidadePublicidade

“As transexuais atraíam as vítimas por meio de mensagens em aplicativos, se passando por garotos e garotas de programa. As vítimas se dirigiam aos locais achando que se iam se encontrar com uma mulher e era um homem e vice-versa”, disse.

Em um dos casos relatados para a polícia civil, uma das vítimas afirmou que tinha marcado de se encontrar com uma mulher, mas ao chegar no local combinado, se deparou com um grupo de quatro pessoas.

Ele foi agredido com socos, chutes e até mesmo uma arma de choque.

No total, foram três boletins de ocorrência registrados contra a quadrilha.

Após uma das denúncias, policiais abordaram o carro das suspeitas e houve troca de tiros.

Um homem de 27 anos, suspeito de fazer parte da organização criminosa, morreu durante o confronto com a polícia.

 

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade