PublicidadePublicidade

Mulher entra na Justiça contra a vizinha que usa fogão a lenha em Anápolis

Para ela, a fumaça incomoda a vizinhança. Processada, por outro lado, alegou só usa o instrumento quando acaba o gás ou para fazer pamonha

Augusto Araújo -
Fogão à lenha vira caso de justiça em Anápolis (Foto: Ilustração)

Em Anápolis, uma diarista foi processada por um motivo inusitado. A denúncia, realizada em março deste ano, partiu de sua vizinha, que se sentia incomodada com a fumaça que saía do fogão à lenha da diarista.

Segundo a costureira que fez a denúncia, o fogão à lenha causa transtornos há sete anos e ela já teria reclamado várias vezes com a diarista sem que alguma providência fosse tomada.

“Minha irmã tem bronquite e asma e teve um dia que ela ficou fora por cinco horas porque não conseguiu ficar dentro de casa por causa da quantidade da fumaça vinda da vizinha”, relatou na denúncia.

A diarista, por outro lado, afirma que só utiliza o fogão de vez em quando, para fazer pamonhas ou quando acaba o gás.

A Justiça arquivou o processo no início de outubro, alegando que não havia abusos na utilização do fogão. A decisão ainda cabe recurso.

O processo foi arquivado pelo 1º Juizado Especial Criminal de Anápolis. A informação foi publicada pelo Mais Goiás e confirmada pelo Portal 6.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade